guia teste de invasão

Um guia para testes de invasão

Confira os detalhes sobre testes de invasão, desde a importância dele para qualquer empresa até a frequência ideal que precisa fazer para evitar os ataques

À medida que os ciberataques se tornam cada vez mais frequentes contra empresas de todos os tamanhos, os testes de invasão se tornaram uma tática das mais importantes para identificar vulnerabilidades e garantir que os sistemas e técnicas de segurança em uso possam de fato impedir ataques.

Quando ocorre uma violação, os resultados podem custar muito caro. O custo médio de uma única violação de segurança em programas de uso empresarial pode ser enorme para qualquer negócio. Algumas violações inclusive se desdobram em custos significativamente mais altos, incluindo ações judiciais, multas e penalidades.

Essa parte dos custos já mostra qual é a importância da segurança de dados e de sistemas. Mas a importância também inclui os custos ocultos, como a perda de confiança da sua marca ou até a perda de clientes. Em muitos casos, dados proprietários e dados confidenciais dos clientes são expostos ou perdidos, prejudicando todo o andamento do negócio e o trabalho dos colaboradores.

Para evitar esses problemas, confira agora um guia para entender mais detalhes da importância dos testes de invasão, como realizá-los e qual o melhor momento para fazer um.

Tudo sobre testes de invasão: relevância desta prática

Infelizmente, é sabido que existem invasores que gastam seu tempo, esforço e capacidade procurando explorar falhas em sistemas. O teste de invasão coloca seu sistema no mesmo processo de ataque que os cibercriminosos fariam para descobrir fraquezas antes que eles possam se aproveitar essas falhas.

Um profissional de segurança cibernética que executa esse teste de forma controlada pode identificar riscos e ajudar na correção para evitar futuros ataques. Com isso, o teste se mostra importante por 2 motivos principais:

  • Os testes de invasão fornecem uma perspectiva externa da sua segurança. Quando a segurança cibernética é realizada só de forma interna, mesmo com uma equipe de profissionais experientes, você corre o risco de ficar com pontos cegos. Uma perspectiva externa é como obter uma segunda visão, mais completa.
  • Esses ataques simulados revelam onde você precisa se preocupar com segurança. Ao expor as possíveis fraquezas, você pode priorizar e maximizar onde investe em termos de aumento de segurança;

Empresas de todos os tamanhos são alvos dos hackers, as grandes empresas por trazerem maior ‘resultado’ caso sejam invadidas, e as pequenas e médias empresas por não ter na maioria das vezes a capacidade de realizar esse tipo de teste.

Como são feitos os testes de invasão?

Quando ocorrem violações, elas podem passar despercebidas por um longo período de tempo. Os ataques podem levar dias para serem descobertos. Mas uma vez descoberto, pode levar mais de meses, em média, para conter as perdas geradas. Obviamente, quanto mais cedo uma violação for descoberta, menos danos serão causados.

As ferramentas usadas para testes de invasão simulam ataques reais e ajudam a identificar vulnerabilidades e depois explorá-las. Eles são feitos por profissionais que vão procurar por códigos vulneráveis ​​nos sistemas que podem oferecer oportunidade para ação maliciosa vinda do ambiente externo.

Os testes irão usar técnicas de criptografia e procuram por valores codificados que podem ser expostos. Ferramentas automatizadas também podem fornecer testes completos para avaliar os controles básicos de segurança.

Muitas das ferramentas de teste de invasão usadas são softwares que permitem que os testadores trabalhem com as mesmas maneiras de ataque que os cibercriminosos usam.

Qual a frequência ideal para fazer os testes de invasão?

No mínimo, os testes de invasão em grande escala devem ser realizados uma vez por ano para garantir um alto nível de segurança da rede e dos sistemas.

Os testes regulares podem garantir a manutenção da segurança, enquanto os testes de invasão automatizados e contínuos podem manter os sistemas seguros e dar alertas quando ocorrem vulnerabilidades que podem facilitar tentativas de violação.

Além disso, você deve realizar testes sempre que fizer o seguinte:

  • Adicionar nova infraestrutura na rede;
  • Fazer modificações significativas nos sistemas;
  • Conectar ou estabelecer novos locais remotos;
  • Aplicar novas políticas de segurança;
  • Modificar políticas para os usuários.

A abrangência do seu teste de invasão e a frequência com que você testará serão exclusivos para sua organização. Por lei, algumas empresas são obrigadas a realizar auditorias de segurança e fornecer provas regularmente. Afinal, grandes empresas podem ter mais dados em risco.

Acredita que a sua empresa gerencia todos os pontos  suscetíveis a ataques? A infraestrutura e a arquitetura está aberta e pode sofrer ataques mais frequentes? Então não perca tempo: entre em contato com o time da Nova8 e veja como podemos ajudar você nesse processo, focando sempre na segurança dos seus dados.

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *