desenvolvimento de código seguro

Análise de vulnerabilidade e a sua importância para a segurança da informação

Veja o que é a análise de vulnerabilidade e quais os passos para colocar isso em prática

Quando se pensa em aumentar o nível de segurança da informação em sistemas e redes de dispositivos computacionais, logo percebemos que é preciso listar as principais ameaças e o que é necessário para garantir que nada seja exposto a riscos no seu ambiente de tecnologia. Dentro desse contexto, uma avaliação deste ambiente e a comparação com potenciais problemas aos quais ele está exposto sempre será necessário, e é aí que entra a análise de vulnerabilidade.

Cada vez que um dispositivo se conecta à internet, existe o risco de que um hacker aproveite uma vulnerabilidade específica para tentar acessar sua rede e seus recursos de computação. Este risco cibernético pode gerar o caos em sistemas de processamento de dados, em redes de computadores e em dispositivos conectados.

O pior dessa situação é que, além do risco básico de acesso a informações sigilosas e o possível uso das mesmas, estes ataques podem impactar os sistemas empresariais e interromper o andamento normal dos negócios, podendo causar prejuízos imensos, tanto em termos de perdas financeiras quanto na imagem da organização.

Podemos definir a vulnerabilidade aqui como uma fraqueza na infraestrutura tecnológica que está afetando os componentes de software ou de hardware. Se explorada, pode impactar negativamente a confidencialidade, integridade ou disponibilidade de recursos. É por isso que vamos conferir aqui a análise de vulnerabilidade e qual a importância de realizá-la.

O que é análise de vulnerabilidade?

Uma avaliação de vulnerabilidade é o processo de definir, identificar, classificar e priorizar vulnerabilidades em sistemas de computador, aplicativos e infraestruturas de rede. As avaliações de vulnerabilidade também fornecem à organização uma compreensão dos possíveis riscos e quais os passos necessários para compreender e reagir às ameaças ao ambiente.

O processo de avaliação de vulnerabilidade tem como objetivo identificar ameaças e os riscos. Eles normalmente envolvem o uso de ferramentas de teste automatizadas, como scanners de segurança de rede, já que logo depois os resultados são listados em um relatório de avaliação de vulnerabilidade.

Nesse contexto, a redução da vulnerabilidade passa principalmente por fazer alterações no código de programas, mas também pode incluir alterações nas especificações e a remoção de funcionalidades ou protocolos de rede específicos.

Que tipo de empresa precisa fazer a análise de vulnerabilidade?

Organizações de qualquer tamanho, ou mesmo indivíduos que enfrentam um risco maior de ataques cibernéticos, podem se beneficiar de uma avaliação de vulnerabilidade. Porém, grandes empresas e outros tipos de organizações corporativas, que em geral estão mais sujeitas a ataques, se beneficiarão ainda mais com a aplicação da análise de vulnerabilidade.

Como as vulnerabilidades de segurança podem permitir que hackers acessem sistemas e aplicativos de TI, é essencial que as empresas identifiquem e corrijam os pontos fracos antes que eles possam ser explorados.

Uma avaliação de vulnerabilidade abrangente, junto com um programa de gerenciamento de riscos, pode ajudar as empresas a melhorar muito a segurança de seus sistemas.

Qual a importância da análise de vulnerabilidade para a segurança da informação?

Na prática, uma avaliação de vulnerabilidade fornece a uma organização informações sobre os pontos fracos de segurança em seu ambiente. Também fornece orientação sobre como avaliar os riscos associados a essas fraquezas. Esse processo oferece à organização:

  • uma melhor compreensão de seus ativos;
  • conhecimento sobre falhas de segurança e risco geral;
  • reduz a probabilidade de um cibercriminoso violar seus sistemas;
  • evita que a empresa seja pega desprevenida.

É por isso que a avaliação da vulnerabilidade é uma forma tão importante de proteção de sistemas e rede.

Um planejamento e gerenciamento de vulnerabilidade pode ajudar nessas situações. Eles vão manter de forma frequente a descoberta de ativos em sua propriedade, detectam vulnerabilidades potencialmente exploráveis ​​por hackers, notificam as equipes de segurança e detalham soluções para implementar ou corrigir automaticamente as vulnerabilidades.

O resultado é uma preparação robusta contra ataques, reduzindo as chances de problemas e estabelecendo um processo mais completo para manter o menor risco possível.

Como aplicar a análise de vulnerabilidade na prática?

Tudo bem, entendemos melhor o que é análise de vulnerabilidade. Mas agora é importante saber quais os passos necessários para realizar essa ação na prática.

As avaliações de vulnerabilidade geralmente seguem 5 etapas:

  1. Determine os ativos de hardware e software presentes no seu ambiente;
  2. Determine o valor quantificável dos riscos associados a estes ativos;
  3. Identifique as vulnerabilidades de segurança que afetam todos os ativos;
  4. Determine uma ameaça quantificável ou uma pontuação de risco para cada vulnerabilidade;
  5. Liste as vulnerabilidades e seu potencial impacto, priorizando as de risco mais alto nos ativos mais valiosos.

A melhor maneira de dar esse primeiro passo para melhorar sua segurança de TI é encontrar um parceiro que possa ajuda-lo durante este processo, e além. Para isso você pode entrar em contato com o time da Nova8 Cybersecurity agora mesmo e já conferir como podemos apoiar você na melhoria do seu nível de segurança em sistemas.

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *