como otimizar processos

Segurança da informação: como otimizar processos

Sabe a importância da segurança da informação dentro da sua organização, mas não sabe como otimizar os processos? Confira 4 dicas práticas para aplicar agora!

As ameaças digitais estão se tornando cada vez mais comuns e também complexas, exigindo das empresas um controle ainda maior quando falamos de segurança da informação. Implementar soluções que apoiem o nível de segurança já não é mais uma escolha, mas sim um item essencial em qualquer operação.

Conforme as organizações expandem suas pegadas digitais, a superfície de ataque aumenta e mais ferramentas são necessárias para lidar com as ameaças em evolução. Mas é possível executar as operações de segurança com mais eficiência? Existe um caminho para otimizar os processos?

Enfrentar esses desafios requer que as organizações repensem as táticas e estratégias implantadas em seus sistemas de segurança. No entanto, garantir um processo eficaz não é mesmo uma tarefa fácil.

Por isso você vai conferir aqui o que realmente a segurança da informação representa e mais 4 passos para otimizar essa operação dentro da sua empresa.

Como otimizar processos através da segurança da informação?

1. Integre controles e automatize processos

Um dos pilares para a otimização é a automatização. Hoje em dia, muitos dos esforços de coleta e análise de dados dos analistas de segurança ainda são feitos por meio de métodos manuais sujeitos a erros, exigindo que eles avaliem centenas de eventos todos os dias.

Gerar alertas usando um processo automatizado de scripts e, em seguida, encaminhar ameaças potenciais a um analista para uma investigação mais profunda vai ajudar a integrar os controles de segurança e criar um modelo sustentável.

Plataformas de automação de respostas de segurança facilitam a integração dos profissionais com ferramentas analíticas avançadas, permitindo que as equipes tomem melhores decisões com dados melhores e mais claros. Isso acelera a capacidade de descartar alertas e iniciar a correção, aumentando a produtividade e minimizando o tempo médio de resolução de incidentes de segurança.

2. Implemente análises avançadas

Muitas empresas dependem fortemente de informações de segurança e gerenciamento de eventos para dar suporte aos esforços de conformidade e detecção de ameaças. Contar com um trabalho mais avançado nessa área fornece coleta em tempo real e análise histórica dos eventos de segurança, tornando mais fácil ver tendências e padrões.

As soluções de análise de comportamento ajudam a estabelecer linhas de base do comportamento normal de segurança e facilitam a detecção de usuários com perfis de identidade de alto risco, assim como as atividades, acessos e eventos de alto risco associados a ameaças internas e externas.

Por meio dessas ferramentas avançadas, as organizações podem identificar rapidamente as ameaças com base em ações que fogem dos padrões normais.

3. Inove nas soluções de segurança trazendo mais inteligência para a área

A tecnologia e os serviços de inteligência contra ameaças podem ajudar as empresas a se prepararem com os insights estratégicos, táticos e operacionais de que precisam. Isso é essencial para entender como suas informações estão sendo visadas e responder de acordo com os riscos.

É importante observar que dados de ameaças não são o mesmo que inteligência de ameaças. Simplesmente despejar informações brutas em organizações que já estão se afogando em dados pode prejudicar a equipe na identificação dos problemas reais.

A diferença entre inteligência de ameaças e dados de ameaças é que a inteligência incorpora o contexto que torna as informações relevantes para uma organização. Aplicando aprendizado de máquina, controle de segurança via inteligência artificial e outros modelos inovadores, você traz também uma atualização completa nos seus níveis de proteção em redes, aplicações, servidores, dados e demais dispositivos.

4. Meça o seu desempenho

Para fechar a lista de dicas que ajudam a otimizar os processos, essa vai ajudar também a estabelecer metas claras e definir o que é sucesso enquanto você está construindo casos de uso: garanta sua capacidade de medir, relatar e rastrear elementos chave que têm impacto na segurança da informação para otimizar cada vez mais seus processos.

Os indicadores-chave de desempenho (KPIs) da área de segurança são importantes porque eles podem ajudar sua equipe a manter o foco em suas responsabilidades, garantir que os processos de operações de segurança permaneçam alinhados com os objetivos gerais de negócios e identificar quais pontos da área precisam ser aprimorados.

Agora que já conhece as melhores práticas, conheça a lista de soluções que a Nova8 Cybersecurity disponibiliza para você garantir a segurança da informação dentro da sua empresa a partir de agora.

 

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *