SDLC

Entenda o que é SDLC e quais são suas etapas

Confira os detalhes do que é o SDLC, o que ele representa para as empresas e os detalhes sobre as 7 etapas do ciclo de vida de desenvolvimento de software.

Não é difícil imaginar que o desenvolvimento de um software demanda uma série de etapas diferentes, desde o início do planejamento de como ele será na versão final até a entrega de fato. Para garantir total segurança de dados, é importante seguir todas as etapas do SDLC.

Já tinha ouvido falar no SDLC? Essa sigla significa Software Development Life Cycle ou Ciclo de Vida de Desenvolvimento de Software. Mesmo que você ou sua empresa esteja apenas começando no mundo do desenvolvimento, o primeiro passo é entender como este ciclo funciona.

Neste conteúdo, você vai conferir o que de fato isso representa para as empresas e também aprenderá os detalhes sobre cada uma das etapas existentes no SDLC. Confira!

O que é SDLC?

SDLC é um processo sistemático de construção de software que garante a qualidade e a correção precisa de falhas do software construído.

O processo SDLC busca produzir um software de alta qualidade que atenda às expectativas do cliente. Como o desenvolvimento do sistema deve ser concluído no prazo e custo pré-definidos, é fundamental seguir a série de etapas estabelecidas neste ciclo.

Na prática, o SDLC consiste em um plano detalhado que explica como planejar, construir e manter um software específico. Cada fase do ciclo de vida do SDLC tem seu próprio processo e resultados que alimentam a próxima fase.

Quais são as principais etapas de desenvolvimento?

Hoje temos 7 etapas que fazem parte do SDLC (a fase de manutenção foi incluída nessa lista). São elas:

  • Etapa 1: Análise de requisitos
  • Etapa 2: Planejamento
  • Etapa 3: Design e projeto
  • Etapa 4: Codificação
  • Etapa 5: Teste
  • Etapa 6: Instalação / implantação
  • Etapa 7: Manutenção

Vamos resumir o que cada uma delas representa.

1. Análise de Sistemas e Requisitos

A primeira fase é onde as empresas trabalharão na origem do software. É aqui que as equipes consideram os requisitos funcionais do projeto ou solução. É também onde ocorre a análise do sistema ou a análise das necessidades dos usuários finais, tudo para garantir que o novo sistema possa atender às expectativas.

Existem alguns tipos de verificações de viabilidade para fazer:

  • Econômico: podemos concluir o projeto dentro do orçamento ou não?
  • Viabilidade de operação: Podemos criar as especificações esperadas pelo cliente?
  • Técnico: a estrutura atual pode suportar o software?
  • Cronograma: qual o cronograma para concluir a produção?

2. Planejamento

Esta é a fase que identifica o plano preliminar (ou um estudo de viabilidade) para planejar os recursos necessários para construir a infraestrutura do software. A empresa deve deixar claro aqui como vai atender ou superar as expectativas de seus clientes e partes interessadas.

O objetivo final desta etapa é ter um escopo do problema e determinar soluções. Recursos, custos, tempo, benefícios e outros itens devem ser considerados nesta fase.

3. Design e Projeto de Sistemas

A terceira fase descreve, em detalhes, as especificações, recursos e operações necessárias que estarão presentes nos requisitos do sistema proposto.

Esta é a etapa para todos discutirem e determinarem suas necessidades específicas para o sistema proposto. É durante esta fase que devemos considerar os componentes essenciais de hardware, software, estrutura (como a capacidade de rede), processamento e procedimentos para o sistema atingir seus objetivos.

4. Codificação e desenvolvimento

Nesta fase, o desenvolvedor ou equipe precisa seguir certas diretrizes de codificação predefinidas para começar a produção do software. Eles também precisam usar ferramentas de programação, como são os casos de um compilador, interpretadores e depurador para gerar e implementar o código.

5. Teste

Assim que o software estiver finalizado, é feita a primeira implantação no ambiente de teste. A equipe responsável começa a testar todas as funcionalidades do sistema. Isso é feito para verificar se todo o aplicativo funciona de acordo com a necessidade do cliente.

Nessa fase, o controle de qualidade e a equipe de testes podem encontrar alguns bugs ou defeitos que são comunicados aos desenvolvedores para ajustes.

6. Instalação / implantação

Uma vez que a fase de teste de software termina e nenhum bug ou erro é deixado no sistema, o processo final de implantação é iniciado. Com base no feedback fornecido nas etapas anteriores, o software final é lançado e a verificação passa a ser nos problemas de implantação, se houver.

7. Manutenção

O foco principal dessa fase do SDLC é garantir que as necessidades continuem a ser atendidas e que o sistema continue a funcionar de acordo com a especificação mencionada na primeira fase.

Isso é feito a partir da resolução de bugs, da atualização do sistema para novas versões e do aprimoramento, quando são adicionados novos recursos.

Agora que passamos por todas as etapas, confira como a Nova8 Cybersecurity pode apoiar sua empresa com soluções para segurança de aplicação no SDLC. Estamos à disposição para entender suas necessidades e fazer um orçamento com as melhores soluções do mercado!

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *