principais estrategias de segurança

Principais estratégias para um programa de gerenciamento de riscos em sistemas

Confira aqui a importância de desenvolver um programa de segurança e quais são as 5 principais estratégias para gerenciar esses riscos!

A vulnerabilidade dos sistemas é um dos riscos mais críticos que uma empresa pode lidar. É a partir disso que os ataques acontecem com o intuito de se apropriar indevidamente de dados e acessos internos.

Nesse caso, as estruturas e processos de gerenciamento de riscos de TI devem abordar a precisão, confidencialidade, disponibilidade, segurança e velocidade das informações que são criadas, processadas e compartilhadas dentro da empresa e entre os clientes.

Aqui nós vamos destacar a importância de desenvolver um programa de segurança e quais são as principais estratégias para gerenciar esses riscos.

Para que serve um programa de gerenciamento de riscos?

Um programa eficaz de gerenciamento de riscos de sistemas deve fornecer a confiança de que a tecnologia pode agregar valor aos negócios com eficiência e segurança, ao mesmo tempo em que fornece garantia de alta qualidade em relação à integridade, disponibilidade e confidencialidade dos dados da empresa.

A maioria das empresas vê o gerenciamento de risco eficaz como a principal solução para executar, gerenciar, medir, controlar e relatar questões de risco relacionadas a sistemas.

Se for bem-sucedido, o programa de uma empresa deve fornecer aos gestores e outras partes interessadas a confiança de que a TI pode também impactar na economia de custos. Afinal, quando precisamos lidar com acessos indevidos e violações de segurança, os custos são ainda maiores.

Existe uma equação de risco clássica que se aplica apropriadamente ao gerenciamento de riscos de TI. Ela leva em conta 3 fatores que são medidos e mostram para que serve esse trabalho: Ameaça x Vulnerabilidade x Consequência.

  • Ameaça: o universo de TI tem ameaças de todos os lados. Mesmo os fornecedores podem inadvertidamente trazer ameaças aos seus clientes;
  • Vulnerabilidade: cada defesa de TI tem lacunas e pontos fracos. Uma vez que uma organização reconhece suas falhas, ela pode começar a tratá-las;
  • Consequências: ataques cibernéticos podem causar estragos em uma organização e possivelmente até mesmo gerar a perda de dados críticos.

5 estratégias para um programa de gerenciamento de riscos

Uma boa política de gerenciamento de riscos de TI inclui uma série de práticas recomendadas. Coloque essas práticas em ação e você terá maior probabilidade de sucesso com o mínimo de impacto negativo.

Então vamos conhecer a seguir as 5 principais:

1. Avalie os riscos cedo e frequentemente

O gerenciamento de riscos não é uma ação única, feita só uma vez. Em vez disso, os gerentes devem iniciar os processos de gerenciamento de risco nos estágios de desenvolvimento do projeto e, em seguida, continuar a monitorar os riscos ao longo do ciclo de vida do projeto. Vigilância constante é a palavra da vez!

2. Liderar toda a empresa para atender os requisitos de segurança

Um bom time de líderes em TI dá bons exemplos de como cada área pode ajudar no gerenciamento de riscos. Todos os colaboradores possuem um papel importante, e isso inclui embarcar no desenvolvimento da cultura de risco antes que seja tarde.

Cada empresa que adota a gestão de risco valoriza a opinião de todos, demonstra a importância de reconhecer a presença do risco e mantém uma atitude positiva ao responder aos riscos.

3. Comunicações claras entre áreas

A gestão adequada dos riscos depende da manutenção de canais de comunicação claros e abertos em toda a organização. Uma boa comunicação facilita a rápida identificação e resposta a qualquer risco.

4. Políticas de segurança robustas

As organizações precisam de um plano de avaliação de risco saudável em vigor antes que o projeto comece. Essa prática inclui planos de contingência e continuidade, mas também garante que todos na equipe conheçam seu papel.

5. Traga todas as partes interessadas para o planejamento de segurança

Envolva as partes interessadas em todo o processo, pois elas trazem uma perspectiva única para a avaliação de riscos. Às vezes, quem está de fora olhando pode ver coisas que os de dentro não podem.

Todas essas estratégias podem ser implementadas em conjunto. Então que tal contar com um time de especialistas para isso? Aqui na Nova 8 Cybersecurity disponibilizamos soluções e serviços profissionais que aceleram a efetiva implementação de níveis adequados de segurança dos sistemas usados em sua organização. Entre em contato agora e saiba mais!

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *