compliancerulelawregulationgraphicinterfacebusinessqualitypolicy

Análise de compliance e vulnerabilidade em open source

Pensar em análise de compliance e vulnerabilidades de aplicações open source é responder a uma tendência preocupante da atualidade. Em 2021, houve um aumento de 650% nos ataques cibernéticos com o objetivo de explorar os pontos fracos dos ecossistemas open source, conforme revelou o estudo global da Sonatype.

Para lidar com isso, recomenda-se que as empresas busquem serviços especializados. Dessa forma, conseguem garantir conformidade com as boas práticas de segurança e evitam prejuízos financeiros e crises de imagem.

Mas, o que é preciso considerar na hora de contratar análise de compliance e vulnerabilidade em open source? Isto é o que vamos debater ao longo deste artigo.

O que é análise de compliance e vulnerabilidade em open source?

Para a Gartner, o conceito de open source “descreve a aplicação que vem com permissão para usar, copiar e distribuir, no estado em que se encontra ou com modificações, e que pode ser oferecido gratuitamente ou mediante pagamento”.

Neste sentido, os serviços de análise de compliance e vulnerabilidade visam definir, identificar, classificar e priorizar pontos frágeis nas aplicações open source. Eles são essenciais uma vez que esse tipo de solução tecnológica contem mais fontes de risco devido a sua natureza mais “aberta” de desenvolvimento, conforme já pontuamos.

Na prática, esse serviço é uma  varredura de vulnerabilidades na qual são extraídas informações sobre as condições de equipamentos e sistemas. A partir disso, é feito um comparativo do catálogo de pontos de fraqueza de segurança das aplicações e sinalizadas as medidas que devem ser tomadas.

A partir de análises de compliance e vulnerabilidade chega-se ao reconhecimento dos riscos e, assim, é possível agir em tempo hábil. Isso tanto no que diz respeito a reforçar a proteção das aplicações quanto à conformidade necessária para cumprir com as normativas legais (compliance), como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

O levantamento global da Sonatype aponta a importância dessa estratégia ao registrar que ao menos 29% dos projetos de desenvolvimento dentro da abordagem open source contém vulnerabilidades.

→ Entenda esta temática em profundidade:

O que considerar ao contratar análise de compliance e vulnerabilidade em open source?

Vejamos agora quais quesitos precisam ser considerados na hora de escolher um serviço de análise de compliance e vulnerabilidade em open source!

Avalie a credibilidade do fornecedor do serviço

Há no mercado diversas empresas que oferecem serviço de análise de compliance e vulnerabilidade. Para separar o joio do trigo, recomenda-se uma boa pesquisa de credibilidade.

Ou seja, é preciso ir além do discurso comercial do fornecedor e verificar o tempo de atuação, a qualidade da equipe de profissionais, entender quais são os resultados já apresentados ao mercado.

Faça benchmarking

Uma boa maneira de se certificar que se está contratando uma empresa idônea e competente é conhecendo cases de sucesso. Ou seja, verificando o que seus clientes atuais e antigos têm a dizer sobre o serviço prestado.

Para isso, é interessante solicitar uma lista de clientes e fazer contato com os responsáveis de TI, por exemplo. Em conversa com eles, é possível saber se os resultados foram favoráveis e também outros detalhes como o relacionamento, o cumprimento de prazos, etc.

Entenda o serviço prestado

Entender o serviço de análise de compliance e vulnerabilidade em open source em profundidade também é muito importante.

Muitas vezes, falta experiência de quem está contratando, logo, é interessante se cercar de profissionais mais experientes para que essa avaliação seja bastante técnica e fundamentada.

Estabeleça um acordo de nível de serviço (SLA)

O acordo de nível de serviço (SLA) é um documento onde estão descritas as responsabilidades do fornecedor do serviço e também do cliente. Ele é ligeiramente diferente do contrato, pois detalha mais o que cada parte precisa fazer para se chegar ao sucesso do projeto.

Portanto, é bastante importante ter um olhar minucioso sobre o SLA.

Evite ter o preço do serviço como único critério

Por fim, sendo a análise de compliance e vulnerabilidade em open source um serviço complexo e crítico, é importante que o preço não seja o único balizador da negociação.

De modo geral, os serviços relacionados à proteção de dados e sistemas são parcerias que requerem confiabilidade e alta competitividade. Em palavras ainda mais diretas: o barato, muitas vezes sai caro!

O ideal é se certificar de que o prestador de análise de compliance e vulnerabilidade tem os predicados necessários para atender sua empresa. E somente a partir disso, avaliar o custo-benefício da iniciativa.

Resumindo

Investir em análises de compliance e vulnerabilidade de seus sistemas open source é aumentar a proteção de dados e também garantir alta performance das soluções. Ter a certeza de que tudo está sob controle.

A contratação de uma empresa especializada requer cuidados e, principalmente, foco na excelência do serviço prestado. Afinal, se está lidando com a garantia de que a empresa está segura, cumprindo com as boas práticas e preservando sua imagem perante a consumidores cada vez mais exigentes e bem informados.

O que você achou da reflexão que trouxemos neste artigo? Entre em contato com o time da Nova8 Cybersecurity agora mesmo e confira como podemos ajudar a fazer uma análise de compliance e vulnerabilidade open source nas aplicações da sua empresa!

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *