Design-sem-nome-15

A implementação do DevSecOps é realmente um bicho de 7 cabeças?

Ao longo dos anos, a ideia de desenvolvimento de software tem assistido a uma evolução, com as práticas de desenvolvimento mudando para garantir maior qualidade. Primeiro, a indústria passou por uma mudança de metodologia, do método Waterfall para as metodologias Ágeis, e agora as coisas estão se transformando com o DevOps.

No entanto, a introdução mais recente é o DevSecOps. O DevSecOps destina-se a proteger as tecnologias de software, automatizando a segurança para cada fase do SDLC, desde a integração inicial até o teste, implantação e lançamentos.

No geral, o objetivo do DevSecOps é impulsionar a segurança, buscando a entrega rápida de software sem comprometer a eficiência, velocidade e confiabilidade.

O DevSecOps surgiu como parte de uma evolução natural e muito necessária. No entanto, ainda existem muitos mitos circundando a implementação do DevSecOps, levando empresas a crerem que este processo seria caro e dispendioso.

Isso não poderia estar mais longe da verdade! E, para te mostrar, separamos abaixo algumas dicas que tornam a implementação do DevSecOps muito mais simples em qualquer negócio. Acompanhe!

O que é e como implementar o DevSecOps?

Em suma, DevSecOps é uma cultura e mentalidade construída sobre a ideia de que todos são responsáveis ​​pela segurança, com o objetivo de distribuir decisões de segurança em velocidade e escala dentro de um modelo DevOps ágil. Isso torna as práticas de segurança repetíveis, consistentes e integradas no desenvolvimento do início ao fim.

Em um cenário ideal, uma organização voltada para DevSecOps funcionando perfeitamente seria transparente, alinhada, de alto desempenho e com lançamentos rápidos. Mas, na prática, pode ser difícil alinhar esses objetivos.

Tradicionalmente, a maioria dos desenvolvedores veem as equipes de segurança como um obstáculo — um atraso na liberação do código. E, por outro lado, muitas organizações de segurança têm falta de pessoal em relação às equipes de desenvolvimento ou utilizam metodologias extremamente desatualizadas que priorizam a reatividade sobre a proatividade.

No entanto, as coisas não precisam ser assim. Para uma implementação eficaz do DevSecOps, algumas etapas podem ser seguidas para eliminar esses problemas e otimizar o resultado final. Veja a seguir quais são elas:

1. Entenda que DevSecOps é uma mudança cultural

A adoção de uma abordagem DevSecOps é um grande empreendimento para a maioria das empresas. Portanto, entenda que sua implementação também envolve uma mudança de cultura. Abra um diálogo, seja ousado e seja aquele que dá o primeiro passo para a mudança.

Se você se engajar usando uma abordagem clara e simples que destaca os benefícios de negócios, eficiência e segurança para cada organização, será mais fácil encontrar um terreno comum e ter uma mentalidade compartilhada.

2. Alinhe as práticas de segurança com o fluxo de desenvolvimento

É importante que, ao entrar em discussões com as equipes de desenvolvimento, você não traga suas práticas de segurança atuais para a equipe de desenvolvimento e espere que eles mudem a forma como desenvolvem o código.

Obviamente, você não deve ignorar quais são seus requisitos de segurança, mas você precisa estar disposto a mudar sua prática para se alinhar com o fluxo de desenvolvimento.

Se você tentasse orientar sua abordagem DevSecOps em torno da maneira que tradicionalmente aborda a segurança, toda a velocidade e cadência de seus lançamentos de produção seriam interrompidas. Portanto, seja flexível e faça com que a prioridade produza um valor claro em conjunto.

3. Demonstre que a segurança pode acompanhar a velocidade

Conforme mencionado anteriormente, provavelmente haverá uma hesitação natural das equipes de desenvolvedores em dar as boas-vindas às equipes de segurança. Você pode combater essa hesitação oferecendo serviços de visibilidade e monitoramento e trabalhando em conjunto para mapear seus processos e encontrar oportunidades de agilidade.

No início, você deve estar menos interessado em fiscalizar, bloquear atividades e desacelerar o pipeline e mais investir em demonstrar que a segurança pode acompanhar a velocidade com que suas equipes de desenvolvimento estão criando tantos produtos, para garantir que o fluxo funcione suavemente.

4. Expanda da prevenção para a identificação de vulnerabilidade

Uma vez que a segurança encontrou seu fundamento no fluxo de trabalho de desenvolvimento, você pode então considerar a expansão de uma função de monitoramento e visibilidade para identificar vulnerabilidades de forma proativa no código.

É aqui que a equipe de segurança pode se tornar a melhor amiga da equipe de desenvolvimento.

5. Redirecione o orçamento de segurança

Finalmente, dê uma olhada em seu próprio orçamento de segurança. Conforme você muda suas práticas para se alinhar com o fluxo de trabalho de desenvolvimento, procure lugares em que você pode redirecionar algum orçamento de segurança para esse fluxo de trabalho.

Isso mostrará seu compromisso com a sustentabilidade da segurança em cada versão, ao mesmo tempo que dá um orçamento adicional para o pipeline de CI / CD.

Agora que você sabe como facilitar a implementação do DevSecOps, veja também porque o desenvolvimento seguro é tão importante para sua organização!

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *